Press Works - Agora você pode aparecer...

Notícia

29/10/2015

Franquia de batata frita expande para o Nordeste com novo formato

Além do container, Batatóp agora aposta em lojas fixas, com primeira unidade em Recife

Criada em 2013, a rede de fast-food brasileira Batatóp (www.batatop.com.br) se estabeleceu como franquia ao criar um modelo de unidades instaladas em containers. Com a proposta de promover a batata frita de coadjuvante a prato principal nas refeições, a empresa inaugura operações no Nordeste com uma novidade: lojas fixas, com investimento 30% menor.

 

Batatop

 

Os containers – reaproveitados de portos e transformados em cozinha – foram idealizados como uma opção para atender consumidores que podem desfrutar de uma refeição mais demorada, parando para comer em mesinhas instaladas ao redor da unidade. As lojas fixas, por sua vez, são voltadas a quem está de passagem e precisa se alimentar de forma rápida.

 

Devido a essa estrutura mais enxuta e também por não demandar a adaptação exigida pelos containers, o investimento inicial para abrir uma unidade fixa da Batatóp é de R$ 80 mil, frente aos R$ 120 mil do primeiro modelo da marca. “O novo formato é mais prático, para levar comida de qualidade e preço acessível a locais com grande circulação de pessoas”, explica Scapol.

 

A escolha de Recife para receber a primeira loja da Batatóp no Nordeste tem a ver com a importância da capital de Pernambuco. “Recife possui a maior concentração urbana e de riquezas, com o maior PIB per capita da região. Além disso, a cidade tem uma capacidade de influência cultural e de hábitos muito grande entre os estados vizinhos”, diz Scapol.

 

O cardápio da Batatóp é unanimidade em todo Brasil: batatas em versões palito, ao custo de R$ 11,90, e noisette, R$ 12,90, além das rústicas (com casca), também por 12,90, e da batata frita doce, que sai por R$ 14,90. Elas vêm em cones e com várias opções de molhos, como catupiry, cheddar, mostarda com mel, barbecue e queijo cremoso. Como sobremesa, os consumidores têm a opção de mini churros recheados. Com a abertura de lojas no Nordeste, a franquia estuda incluir no cardápio produtos locais.

 

O faturamento de uma unidade fixa da marca gira em torno de R$ 40 mil mensais, com lucro estimado em 20%. O tempo de retorno do investimento é de 18 a 24 meses. A expectativa da empresa é terminar o ano com três unidades no Nordeste.

 

Sobre a Batatóp

Fast-food especializado em batatas fritas vendidas em lojas container e tradicionais. Oferece três versões: palito, noisette e rústica, além de mini churros recheados. A loja iniciou o projeto de expansão pelo interior de São Paulo em setembro de 2014 e em direção ao Nordeste em 2015. Tem duas lojas próprias em Sorocaba (SP) e a meta é chegar a oito unidades espalhadas pelo Brasil até o final do ano. www.batatop.com.br. Tel.: (15) 3035-6855.