15/03/2016

Agronegócio: Startup brasileira utiliza inteligência artificial para analisar grãos

Soluções da Tbit já são usadas por multinacionais do setor para identificar mais de 300 características das sementes

O agronegócio brasileiro já pode se beneficiar de uma tecnologia nacional de ponta para a análise de grãos e sementes, capaz de identificar e classificar mais de 300 características do produto ainda em sua fase embrionária. A solução nasceu em Lavras (MG), se chama GroundEye e é lançamento da Tbit (www.tbit.com.br), que faz uso de inteligência artificial e processamento digital de imagens.

Tbit

A plataforma verifica o vigor e a germinação do grão, ou seja, identifica sua qualidade e aspectos do seu crescimento que determinam como ele pode ser aproveitado de forma 80% mais rápida do que é feito hoje. No caso do milho e da soja, por exemplo, o teste frio, um dos mais comuns, demora 14 dias após a germinação para chegar a uma conclusão. Já a análise por imagem de plântula feita pelo GroundEye leva apenas três dias e aponta características como uniformidade, crescimento e vigor do lote.

 O software tem capacidade para avaliar duzentas plântulas por minuto e pode ser modulado para diversos testes, analisando da pureza ao tratamento final das sementes. “Desenvolvemos uma tecnologia que substitui processos que eram feitos, na sua maior parte, de maneira manual e subjetiva. Com mais agilidade e precisão nas análises, a operação das empresas sementeiras fica mais rentável e o produtor movimenta muito mais rápido o seu produto que ficaria parado com o uso de outros métodos”, afirma o fundador da Tbit, Igor Chalfoun.

A startup brasileira, que ficou por quatro anos incubada, já atende às quatro maiores multinacionais do agronegócio com operação no Brasil e existem planos de exportar a tecnologia para as filiais destas mesmas companhias ao redor do mundo, para padronizar os processos. “Desde que entramos no mercado, em 2012, crescemos cerca de 230% ao ano”, informa Chalfoun.

O forte crescimento também é consequência do aporte de cerca de R$ 4 milhões da INSEED Investimentos, fundo de venture capital. Com o investimento, a Tbit – além de intensificar sua atuação no mercado – planeja desenvolver novas soluções para o agronegócio e aplicar a sua tecnologia em outros segmentos, como biotecnologia, agricultura de precisão e pecuária.

 

Sobre a Tbit

Empresa de tecnologia para o agronegócio criadora da solução GroundEye, plataforma para analisar e classificar sementes, grãos e plântulas. O sistema já é utilizado pelas principais multinacionais da indústria agrária com atuação no Brasil. Lançada ao mercado em 2012, a empresa recebeu aporte da INSEED Investimentos no ano passado para alavancar a sua operação e desenvolver novas soluções para outros segmentos. www.tbit.com.br.

Gostou deste post?

Clique na estrela para avaliá-lo

Avaliação média / 5. Contagem de votos

Sem avaliações seja o primeiro!

We are sorry that this post was not useful for you!

Let us improve this post!