25/05/2017

Aparelhos quase invisíveis: Diretor clínico do tratamento Invisalign abre o jogo

À frente da operação latino-americana da empresa, Maurício Casa fala sobre o mercado ortodôntico no Brasil

Invisalign

Presente em mais de 90 países e acumulando um total de R$ 600 milhões em investimentos no ano passado, os alinhadores quase invisíveis Invisalign (www.invisalign.com.br) ganham espaço no mercado ortodôntico brasileiro. Em entrevista, o especialista em Ortodontia e Doutor em Ciências pela Universidade de São Paulo, Maurício Casa, traz as perspectivas para essa nova tecnologia.

Os aparelhos quase invisíveis são uma tendência no mercado brasileiro? De onde ela vem?

M.C.: O desenvolvimento da tecnologia para a criação dos alinhadores quase invisíveis teve início nos Estados Unidos e se expandiu para a Europa, Ásia e América Latina. Hoje, mais de 90 países trabalham com o sistema Invisalign, que é uma tendência. O Brasil compreende um mercado consumidor que valoriza muito a estética e, por isso, o tratamento com os alinhadores ganhou força com rapidez desde que chegamos ao país, em 2002.

Como os ortodontistas estão recebendo a novidade? É possível constatar um aumento no número de profissionais que oferecem o tratamento?

M.C.: A receptividade tem sido grande. Atualmente, são mais de 3.000 ortodontistas credenciados.

Para o ortodontista, quais são os benefícios de implementar o Invisalign? E para o paciente?

M.C.: O ortodontista faz todo o planejamento de cada caso on-line, por meio de um software que utiliza tecnologia 3D. É possível, por exemplo, simular os tratamentos disponíveis e enxergar o que será melhor para o paciente. Trata-se de uma plataforma que otimiza o trabalho e torna o dia a dia mais prático. Além disso, a manutenção é muito simples: o paciente comparece poucas vezes ao consultório para breves checagens e troca de alinhadores. Sem contar o fato de que nem dentistas nem pacientes precisarão se preocupar com emergências.

Quais são as vantagens dos alinhadores?

M.C.: O que mais atrai os pacientes são as vantagens estéticas e as facilidades de manutenção aliadas ao tratamento. Por serem aparelhos removíveis, quase imperceptíveis no dia a dia e de fácil higienização, o brasileiro que lida com o público ou trabalha com a imagem une o útil ao agradável por meio do Invisalign.

De que forma um ortodontista tem acesso ao Invisalign? É preciso algum tipo de curso ou treinamento?

M.C.: É preciso um treinamento para compreender o funcionamento da tecnologia e saber utilizá-la. São três módulos – um por mês – com duração de um dia e meio cada. Depois disso, o profissional fica credenciado em nossa rede e pode oferecer o tratamento em sua clínica de forma independente.

Maurício Casa é especialista em Ortodontia e Doutor em Ciências pela Universidade de São Paulo. Já foi professor de ortodontia na APCD (Associação Paulista de Cirurgiões Dentistas), em São Paulo (SP), e na Unip de Sorocaba (SP). Atualmente, é diretor clínico do Invisalign na América Latina.

Sobre o Invisalign

Empresa que oferece tratamento ortodôntico inovador, fundada em 1997, na Califórnia (EUA). Atualmente, está presente em mais de 90 países e já atendeu mais de 4 milhões de pessoas. No Brasil, são 15 mil pacientes e uma rede de 3 mil ortodontistas credenciados para a utilização do aparelho quase invisível. www.invisalign.com.br.

 

Gostou deste post?

Clique na estrela para avaliá-lo

Avaliação média / 5. Contagem de votos

We are sorry that this post was not useful for you!

Let us improve this post!