04/10/2017

App dá desconto de 50% para quem come mais cedo

Primeira Mesa já atua em 800 restaurantes em 25 cidades e quer expandir pelo Brasil com parceiros; Paulinho Vilhena é um deles

Primera Mesa

Restaurantes cheios, com garçons atarefados e demora no prato tiram parte do prazer que aquele momento deveria proporcionar. Mas já é possível escolher a melhor mesa, ter um atendimento exclusivo – e mais rápido – e ainda pagar menos. Com o aplicativo Primeira Mesa (www.primeiramesa.com.br), o consumidor tem desconto de 50% na comida e sai mais satisfeito, enquanto o estabelecimento ganha boa reputação e lucra ao ter movimento em horários de menor procura.

“O cliente tem uma experiência gastronômica extremamente satisfatória. Com a redução do valor de todos os pratos, pode experimentar sobremesas ou, ainda, pedir um vinho mais caro. Já o restaurante vai deixar de ter prejuízo no horário em que está ocioso e tem gastos com funcionários, água e luz, por exemplo”, aponta Léo Cuófano, CEO da startup.

A ideia surgiu em setembro de 2016, depois que ele e a mulher, Talyta Vecina, fizeram uma viagem de um ano ao redor do mundo e conheceram a prática de Early Bird, em que reduções de preços são adotadas por restaurantes em períodos específicos. Eles observaram que, mesmo com o abatimento, as empresas têm lucro, além de conquistarem um review mais positivo e a fidelidade dos consumidores. Com olhar empreendedor, lançaram a novidade no Brasil e querem que ela se torne rotina.

Para isso, foram em busca de parceiros pelo que topassem fazer a ponte com os restaurantes ao redor do país. Com um ano de operação, já são 22 licenciados da marca – entre eles o ator Paulinho Vilhena – espalhados por 25 cidades e quase 800 estabelecimentos gastronômicos cadastrados. “Eles se tornam sócios regionais e são os responsáveis por eleger os bons points de cada área”, diz Talyta, COO do Primeira Mesa. A taxa de adesão varia de R$ 40 mil a R$ 70 mil, com exclusividade de atuação no município, mais uma comissão sobre as reservas.

Como funciona

Basta baixar o aplicativo, gratuito para iOS e Android, ou acessar o site, fazer a reserva no dia e horário disponíveis e pagar o voucher que varia de R$ 5 a R$ 18, para até seis pessoas, e garantir a dedução da conta. Bebidas não são inclusas. Talyta explica que o valor ainda é atrativo, pois os estabelecimentos cadastrados têm ticket médio de R$ 60. “Selecionamos restaurantes tradicionais, entre diferentes especialidades, que não pagam nada pelo cadastro no app. É a chance de o consumidor conhecer o local ou ter uma experiência mais VIP”, comenta a sócia-fundadora. Já são 50 mil usuários e cerca de três mil reservas por mês.

Como exemplo de sucesso para os estabelecimentos, os sócios apontam o caso de um restaurante que, em três meses no aplicativo, reverteu um prejuízo de R$ 3 mil em lucro de R$ 8 mil. “Somos a solução para eles, mostrando que a primeira hora ociosa é uma grande vilã do faturamento, e também trazemos uma oportunidade bacana para consumidores e para os parceiros”, afirma Léo. Interessados em fazer parte da rede de licenciados do Primeira Mesa podem se cadastrar em: https://www.primeiramesa.com.br/seja-nosso-parceiro.

Sobre o Primeira Mesa

Aplicativo que oferece 50% de desconto nas refeições em horários ociosos de restaurantes, seja no café da manhã, almoço ou jantar. O cliente reserva o dia e horário pelo app e compra um voucher de acordo com o número de pessoas para ter direito à dedução da conta. Criada em setembro de 2016 pelo casal Léo Cuófano e Talyta Vecina, a startup já tem quase 800 estabelecimentos e 50 mil usuários cadastrados em 25 cidades e quer expandir a atuação no Brasil por meio de parceiros licenciados. www.primeiramesa.com.br

Gostou deste post?

Clique na estrela para avaliá-lo

Avaliação média / 5. Contagem de votos

We are sorry that this post was not useful for you!

Let us improve this post!