08/03/2016

Casamento: como surgiu a tradição dos convites e dicas para não fazer feio

Veja a evolução desse item indispensável ao casório, desde a caligrafia por monges até o site de hoje em dia

Se atualmente os noivos podem escolher entre papelaria fina e materiais inusitados como acrílico, laminado de madeira e metal, o convite de casamento já foi bem diferente e se transformou ao longo da história. O iCasei (www.icasei.com.br), líder em sites personalizados para o matrimônio, apresenta uma linha do tempo com a evolução do item, confira:

icasei

Imagine o seu casamento anunciado aos gritos pelas ruas? Era o que ocorria na Antiguidade, na Europa, com o pregoeiro falando os dias e horários das festas e quem ouvisse podia comparecer. Já na Idade Média, a nobreza contratava monges para produzir os comunicados para os convidados. Os avisos mais parecidos com o que conhecemos hoje surgiram por volta de 1642, com a gravura em chapa de metal.

Com a evolução no setor gráfico, os convites foram aperfeiçoados e se tornaram mais populares. A produção em massa ocorreu só durante a Revolução Industrial, mas eles ainda eram entregues em mãos a cavalo, pois o serviço postal não era confiável. A moda da papelaria fina, após a Segunda Guerra Mundial, democratizou de vez o acesso ao item.

Hoje, os noivos podem ousar no design e no material do convite. Outra opção é utilizar uma versão digital e concentrar informações, lista de presentes e receber a confirmação de presença pelo site personalizado do casal, como os produzidos pelo iCasei.

 

Dicas de etiqueta

Seja qual for o estilo do convite, há padrões que devem ser seguidos para não fazer feio. Por exemplo, no texto são usados só os primeiros nomes dos noivos, sem sobrenome. Os pais da noiva aparecem do lado esquerdo e os do noivo, à direita. Os convitinhos para controlar número de pessoas estão fora de moda, assim como colocar a lista de lojas para presente.

Outra curiosidade é o R.S.V.P., sigla da expressão francesa Répondez S´il Vous Plaît, que em português significa “Responda por favor”. Até pouco tempo a única forma de confirmar a presença de todos os convidados era por meio de ligações, algo trabalhoso e custoso. A solução mais elegante agora é citar o site do casal tanto para confirmação de presença online, quanto para lista de presentes e informações adicionais.

 

Sobre o iCasei

Empresa que cria sites personalizados de casamento desde 2007. As páginas têm várias funcionalidades, como confirmação de presença online, cotas de lua de mel e listas de presentes com produtos simbólicos – os noivos recebem o dinheiro. Desde sua fundação, atendeu a mais de 550 mil casais e customiza em média 6.500 sites por mês. www.icasei.com.br

Gostou deste post?

Clique na estrela para avaliá-lo

Avaliação média / 5. Contagem de votos

Sem avaliações seja o primeiro!

We are sorry that this post was not useful for you!

Let us improve this post!