23/07/2015

Cupom fiscal eletrônico: comerciantes têm que adaptar sistemas

Depois da NF-e, novas exigências envolvem notas para os consumidores. Software de gestão em nuvem da VHSYS já emite a NFC-e

Os dias de notas fiscais preenchidas à mão – aquelas com duas folhas de cores diferentes e um papel carbono no meio – estão contados. Até 2018, todos os comerciantes serão obrigados a adotar a Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica, a NFC-e. A VHSYS (www.vhsys.com.br) se adiantou à nova legislação e adicionou ao seu software de gestão em nuvem a opção para emitir a NFC-e.

 

VHSYS

 

A NFC-e é semelhante à NF-e, com uma diferença crucial: enquanto a segunda pode ser emitida gratuitamente nas respectivas SEFAZ (Secretarias estaduais da Fazenda), a primeira precisa de um sistema independente – a razão se deve a um volume cerca de 800 vezes maior de notas dedicadas aos consumidores. Se por um lado isso parece uma desvantagem, por outro o novo sistema desonera os empreendedores e permite uma grande economia com infraestrutura.

 

“Eles não precisam mais dos blocos preenchidos à mão e, em alguns casos, nem de impressoras específicas, que precisam ser homologadas e lacradas, com custos que podem superar R$ 3 mil”, conta Reginaldo Stocco, sócio da VHSYS. Além de implantarem a nova funcionalidade para se adequar a uma necessidade do mercado, ele conta que ela também foi um desejo expresso dos usuários do software: 10% dos assinantes já tinham se manifestado em busca da NFC-e.

 

“Sem dúvida, é vantajoso para os empreendedores, assim como para os consumidores, além de ser interessante do ponto de vista da sustentabilidade”, afirma Stocco. Ficará a cargo dos compradores a decisão sobre a impressão do DANFE NFC-e (Documento Auxiliar da Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica), que substitui o atual cupom fiscal. Ele pode dispensar o papel, que é gerado em uma impressora normal, solicitar apenas uma versão simplificada ou, se preferir, requisitar a completa. Independente da escolha, terá acesso a todas as informações do documento na internet, na página da SEFAZ do seu estado.

 

A obrigatoriedade da NFC-e progride por segmentos de atuação, segundo cronogramas estaduais. “A ideia inicial do governo era que até 2016 todos os comerciantes adotassem a nova medida, mas agora eles aumentaram o prazo até 2018”, explica o sócio da VHSYS. “De qualquer forma, é interessante se adiantar e se familiarizar com o sistema o quanto antes.”

 

Sobre a VHSYS

Oferece um software de gestão de negócios para micro e pequenas empresas. Simples, o programa é acessado em nuvem e oferece um suporte diferenciado, com uma gama de aplicativos que complementam os recursos do pacote básico. www.vhsys.com.br. Telefone: (41) 3035-7775.

Gostou deste post?

Clique na estrela para avaliá-lo

Avaliação média / 5. Contagem de votos

We are sorry that this post was not useful for you!

Let us improve this post!