25/03/2014

De executivo a empreendedor: cinco dicas para liderar o próprio negócio

A coach Marie-Josette Brauer orienta profissionais de grandes empresas a se tornarem empresários

Tocar um negócio próprio exige competências diferentes das necessárias para sobreviver no mundo corporativo. Certos de estar preparados para encarar a empreitada sozinhos, muitos egressos de multinacionais acabam dentro dos dados do IBGE, que revelam que 50% dos empreendimentos brasileiros fecham em até três anos. Para fugir desta estatística, a coach Marie-Josette Brauer (www.web-branding-coach.com) ajuda executivos a se tornarem empreendedores de sucesso.

 

Marie Josette        Marie Josette

 

Os principais fatores que motivam profissionais a considerar alternativas ao trabalho em grandes corporações são as poucas e difíceis chances de progressão na carreira, a dificuldade de relacionamento com chefes e a sensação de contribuir pouco. “Chega um ponto em que é essencial buscar uma alternativa de vida que traga mais satisfação”, conta a coach. A solução, para muitos, é abrir o próprio negócio.

 

No entanto, Marie explica que a maioria encara esse desafio sem se preparar adequadamente. Para que a transição seja bem sucedida, a coach dá cinco dicas essenciais:

 

1. Construa um perfil generalista. Ao contrário de uma grande empresa, onde as funções costumam ser especializadas, um negócio em fase inicial requer um perfil profissional mais generalista, que envolve questões comerciais, administrativas e de recursos humanos simultaneamente. É muito comum, executivos que desempenharam funções técnicas em grandes empresas apresentarem dificuldades no relacionamento com clientes, por exemplo. Por isso, é importante identificar as áreas em que se tem menos competência e procurar adquirir experiência através de cursos ou atividades extracurriculares.

 

2. Prepare-se para um trabalho com menos glamour. Além de atividades de grande relevância como fechamento de contratos, negociações comerciais e definição de campanhas de marketing, o empreendedor também é um solucionador de problemas micro, como compra de insumos e manutenção do escritório. As startups possuem estruturas enxutas em que os “job descriptions” são bastante flexíveis. Viagens de classe executiva, hotéis de luxo e um pacote generoso de benefícios são quase inexistentes neste meio.

 

3. Não tenha medo de errar. Ao mudar a direção da carreira, o profissional tem que estar preparado para a tentativa e o erro. “É fundamental lembrar-se que os erros podem ser momentos de aprendizagem. Conseguir dar a volta por cima rapidamente é uma característica essencial para um empreendedor”. Antes de achar o modelo ideal de negócio, o empreendedor pode encontrar dificuldades, ser obrigado a mudar de direção e até ter que recomeçar do zero. O importante é transformar as falhas em experiências positivas.

 

4. Crie uma rede sólida de colaboradores. O networking aqui também é importante. Faz-se necessário para atuar em conjunto com profissionais ou empresas complementares. É importante conhecer advogados e contadores, entre outros, e construir uma rede sólida de parceiros confiáveis e que possam recomendar seu negócio. Procurar dar palestras, publicar artigos e frequentar eventos são maneiras de entrar em contato com profissionais que podem ajudar seu negócio a deslanchar.

 

5. Side business – não misture as bolas. O empresário que opta por permanecer em seu cargo e abrir um negócio em paralelo, precisa dividir bem seu tempo e recursos para cada atividade. É fundamental contar com uma boa equipe e/ou sócios que se ocupem da rotina diária do novo empreendimento, enquanto o executivo assume o papel de conselheiro ou sócio investidor.

 

Sobre Marie-Josette Brauer:

Doutora em psicologia e filosofia com 40 anos de experiência, Maria-Josette atua como coach desde 1995. Ela ajuda profissionais de diversos ramos a estabelecer seus objetivos e os orienta na elaboração de estratégias de carreira. Marie oferece programas de coaching para empreendedores, tanto os que começam sua vida profissional – geração Y – quanto os que migram de outras profissões ou empresas. www.web-branding-coach.com. Telefone: (11) 98279 – 6165.

Gostou deste post?

Clique na estrela para avaliá-lo

Avaliação média / 5. Contagem de votos

We are sorry that this post was not useful for you!

Let us improve this post!