31/05/2016

Empreendedor investe R$ 15 mil em negócio de manutenção e reparos e fatura R$ 15 milhões

Fundador da microfranquia Help Home começou home office e hoje já conta com 70 unidades

Help Home

Depois de trabalhar na indústria automotiva por sete anos, o engenheiro mecânico Estevan Pavarin, 32, largou seu cargo de confiança para empreender ao vislumbrar uma oportunidade no setor de manutenção residencial. Hoje, ele é dono da Help Home (www.helphome.srv.br), microfranquia que mesmo com a crise conseguiu fechar 2015 com R$ 15 milhões e crescer 100% no primeiro trimestre deste ano.

Tudo começou quando o jovem empreendedor percebeu a dificuldade de encontrar mão de obra de qualidade para fazer manutenção e reparos domésticos, como encanadores, pintores, jardineiros, entre outros. Buscando padronizar esses serviços, Pavarin criou a Help Home, em 2009, investindo cerca de R$ 15 mil. “Mesmo trabalhando inicialmente de casa, oferecíamos profissionais capacitados em um mercado muito acostumado com o trabalho do autônomo, o que nos ajudou a captar grandes clientes corporativos”, lembra o empresário.

A ideia de franquear o negócio nasceu quando a empresa, natural de Curitiba (PR), começou a receber propostas de interessados em replicar o modelo – de baixo investimento (R$ 26 mil) e retorno rápido (em seis meses). Depois de estudar o formato do franchising, o empreendedor decidiu apostar na estruturação de uma rede de microfranquias. A primeira operação nesses moldes foi inaugurada em 2013. Hoje, a companhia já conta 70 unidades espalhadas pelo Brasil e 500 colaboradores.

Para o fundador da Help Home, sua “inquietação empreendedora” fez toda a diferença para o rápido crescimento da marca. “O segredo é nunca se acomodar. Abandonei um trabalho estável para criar o meu próprio negócio aos 25 anos. E depois abri mão da minha operação inicial para me dedicar integralmente à expansão da rede”, diz.

O investimento inicial para abrir uma franquia da empresa é de cerca de R$ 26 mil. O prazo médio de retorno é de seis meses e o faturamento é estimado em R$ 30 mil. Para 2016, a meta é chegar a 95 unidades e aumentar a participação no setor corporativo. Até 2017, o objetivo é internacionalizar a marca. Um dos diferencias da microfranquia é a parceria com grandes corporações de variados segmentos que possibilita que os franqueados já iniciem suas atividades com uma carteira de clientes, enquanto as companhias atendidas conseguem centralizar a gestão de reparos e manutenção de suas filiais.

 

Sobre a Help Home

Microfranquia que oferece serviços de manutenção, reparos, jardinagem e decoração. Atende a residências, condomínios e empresas. Criada em 2009 pelo engenheiro Estevan Pavarin, tornou-se franquia em 2013. Possui 70 unidades em todo o Brasil. www.helphome.srv.br.

Gostou deste post?

Clique na estrela para avaliá-lo

Avaliação média / 5. Contagem de votos

We are sorry that this post was not useful for you!

Let us improve this post!