13/12/2018

Emprego: Janeiro e fevereiro são os melhores meses para novas oportunidades profissionais

DNA Outplacement destaca otimismo do universo corporativo brasileiro pós-eleições e geração de novas vagas como prioridade para 80% do empresariado em 2019

DNA Outplacement

O trimestre encerrado em agosto contabilizou um total de 12,7 milhões de desempregados no Brasil, o que corresponde a uma taxa de desemprego de 12,1%, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado das eleições presidenciais, no entanto, tornou as expectativas para 2019 mais otimistas, com o empresariado confiante no reaquecimento econômico e disposto a investir em mão de obra diante da expectativa de maiores investimentos e incentivos. Janeiro e fevereiro serão meses decisivos para quem está em busca de novas oportunidades ou recolocação profissional, segundo a DNA Outplacement (www.dnaoutplacement.com/br).

O comércio é um segmento que costuma distribuir oportunidades no último bimestre, sobretudo para vagas temporárias, por vezes até com possibilidade de contratação efetiva. Da mesma maneira, o setor de reformas sofre um aumento de demanda, porque todos querem começar o ano de casa renovada. Para cargos executivos, o cenário é mais favorável no início do ano seguinte.

“Janeiro e fevereiro são meses em que o RH trabalha bastante. É um momento propício para contratações robustas, uma vez que a maioria das companhias já fez o balanço anual, está com o budget definido e pode dar início às atividades relativas ao quadro de funcionários”, explica o diretor regional da DNA Outplacement, Hugo Liguori.

Para o ano que vem, em específico, as expectativas são ainda melhores. Um estudo divulgado recentemente pela consultoria Deloitte, com base na perspectiva de 826 empresas – que representam 43% do PIB nacional –, também aponta para um período fértil. O levantamento indica que 80% do empresariado brasileiro colocou a contratação de novos funcionários como uma prioridade para 2019.

Segundo a pesquisa, 47% pretendem aumentar o número de colaboradores e 46% querem manter o quadro de funcionários como está. Apenas 7% preveem redução devido à implementação de inovações tecnológicas e/ou busca por trabalhadores mais qualificados. Tal consideração também aponta para novas oportunidades ao mercado de profissionais seniores. “Quem está em busca de recolocação profissional também encontra mais portas abertas e, para conseguir voltar ao mercado de trabalho, é importante que invista em marketing pessoal e saiba vender bem o seu peixe”, ressalta Liguori.

A DNA Outplacement é especialista em recolocação profissional no universo corporativo e auxilia executivos, gerentes e subgerentes a se prepararem para novas oportunidades e a superarem as dificuldades para conquistá-las. O negócio atende desde quem deseja voltar ao mercado àqueles que querem encontrar novos desafios – estes, correspondem a 1/3 dos clientes.

Sobre a DNA Outplacement

Consultoria-boutique voltada a executivos, gerentes e subgerentes em processo de recolocação profissional. Os programas de outplacement são baseados em três pilares: Pragmatismo, Eficácia e Visão de mercado. Foi fundada em 2013, no Chile, por três sócios com experiência como headhunters. Chegou ao Brasil em 2016. www.dnaoutplacement.com/br.

Gostou deste post?

Clique na estrela para avaliá-lo

Avaliação média / 5. Contagem de votos

We are sorry that this post was not useful for you!

Let us improve this post!