03/05/2018

Hipnoterapia ajuda estudantes e concurseiros a melhorarem desempenho

Técnica já é oferecida pelo SUS e acessa o subconsciente para mudar hábitos e aprimorar capacidade de concentração

5
(1)

PI Hipnose

Esqueça o relógio na ponta de uma corrente segurada por uma figura nebulosa. Integrada neste ano ao rol de práticas complementares de saúde oferecidas pelo SUS, a hipnoterapia saiu do campo místico para tratar com sucesso depressão, ansiedade e distúrbios alimentares. Mas não só. No Instituto PI Hipnose (www.pihipnose.com.br), um dos principais públicos que procura a opção são jovens e adultos interessados em melhorar seu desempenho em vestibulares e concursos.

Para atingir esse objetivo, são usadas técnicas que permitem ao hipnoterapeuta acessar emoções e hábitos arraigados no subconsciente de quem passa pelo tratamento. A partir daí sugestões positivas são utilizadas para fazer com que o paciente assuma uma nova maneira de se comportar. "É como se fizéssemos uma reprogramação mental", diz Pedro Ivo, fundador do PI Hipnose.

Engenheiro naval por formação, Pedro se interessou pela hipnose há cerca de seis anos, inicialmente pelo aspecto lúdico da técnica. A ciência de que aquilo poderia ser utilizado de maneira terapêutica, no entanto, fez com que empregasse todos os esforços para se especializar na área. "Desde então, tenho atendido casos os mais variados, como aqueles que buscam uma melhora de concentração para ter melhor resultado nos estudos", explica.

Este foi o caso de Gisele Maria Ferreira, que não era muito boa aluna e desacreditava ser capaz de alcançar o sonho de fazer medicina. Depois de perder dois vestibulares, procurou a hipnose por indicação da mãe. Com apenas uma sessão, a jovem já passou a se sentir diferente e mais concentrada. "Fui para a prova confiante e passei de primeira. Posso dizer que a hipnoterapia mudou minha vida e meu futuro", conta Gisele.

O drama de Dalton Reis era diferente. Demitido depois dos 50, começou a estudar para concursos após perceber que o mercado de trabalho não abria espaço para sua faixa etária. "A tensão de ver as economias acabando e a ideia de que minha idade prejudicava o aprendizado me fizeram investir no tratamento como última opção", diz Dalton. Seis meses depois, ele conseguiu ser aprovado para um posto de analista administrativo na esfera federal.

Segundo Pedro Ivo, fundador do PI Hipnose, em 85% dos casos é possível notar uma melhora significativa após a primeira sessão de hipnoterapia, que dura entre 2h30 e 3h30. A depender do caso, são feitos mais um ou dois encontros de até 1h30 cada. O valor do tratamento varia entre R$ 750 e R$ 1.200.                  

Sobre o Instituto PI Hipnose

Instituto de prática e ensino de hipnoterapia. Fundado por Pedro Ivo, o PI Hipnose tem tratamentos voltados para pacientes que sofrem de depressão, ansiedade, falta de capacidade de concentração, distúrbios alimentares, entre outros. www.pihipnose.com.br.

Gostou deste post?

Clique na estrela para avaliá-lo

Avaliação média 5 / 5. Contagem de votos 1

Sem avaliações seja o primeiro!

We are sorry that this post was not useful for you!

Let us improve this post!

Tell us how we can improve this post?