23/08/2017

Multifranqueados buscam pioneirismo e foco em uma única região

Familiaridade com negócio facilita gestão; na Açaí Beat, por exemplo, oito franqueados já são seriais

Acai Beat

Conhecer um negócio como a palma da mão faz diferença na hora de escolher o próximo empreendimento; seguindo essa lógica, tornar-se um multifranqueado tem se mostrado uma boa escolha para muitos empreendedores. A franquia Açaí Beat (www.acaibeat.com.br) confirma esta tese: já são oito franqueados seriais. O modelo de baixo custo e a facilidade de gestão são alguns dos principais motivos pelos quais eles não param na primeira franquia.

Alexandre Barbieri já trabalhava com uma franquia do ramo alimentício quando descobriu a Açaí Beat, em 2013. Ele foi atraído pela qualidade do produto e a possibilidade de atuar com quiosques – menos custosos, de operação simplificada e alta rotatividade de público. A primeira unidade foi inaugurada em Barretos (SP) em 2014 e, três meses depois, ele já abriu a segunda. Hoje, o foco da operação é nas vizinhas Jundiaí (SP) e Campinas (SP), onde há, respectivamente, uma e quatro lojas, e o franqueado conta com o suporte de sócios nos dois municípios.

“Queria que as pessoas saíssem para tomar Açaí Beat e não qualquer açaí. Por isso, abri quatro lojas em Campinas em um curto espaço de tempo, para estar próximo do cliente final e solidificar a marca na cidade”, explica Barbieri, que faturou R$ 1,3 milhão em 2016 e tem meta de abrir mais um quiosque ou uma loja de rua nesse ano, podendo chegar a R$ 2 milhões com as cinco unidades em funcionamento.

Bruno Alex, outro multifranqueado da rede, tem três lojas em Maringá (PR), sua terra natal e onde foi pioneiro da marca, e uma em Londrina (PR). Ele também abriu sua segunda unidade rapidamente, seis meses depois da primeira, e ao contrário de Alexandre, apostou na loja física. Antes de inaugurar a terceira e a quarta lojas, Bruno tentou empreender com outra rede do ramo alimentício, mas teve prejuízo, e voltou para a Açaí Beat. “Continuar trabalhando com o açaí foi a melhor decisão que tomei. O produto tem potencial e a gestão que a marca oferece é fácil. Até ano que vem devo estar em mais dois pontos de Maringá”, declara. 

Para o fundador Junior Marques, o fenômeno do franqueado serial demonstra a seriedade da marca e como o bom relacionamento com a franqueadora pode render frutos, mas afirma que o crescimento da rede depende de quem deseje representá-la em novas localidades. “Buscamos pessoas que confiem em nosso produto e estejam dispostas a apostar em regiões em que ainda não chegamos para serem a nova geração de multifranqueados do açaí”.

Há quase sete anos no mercado, a Açaí Beat exige investimento inicial a partir de R$ 90 mil e o tempo de retorno fica entre 12 e 18 meses, com faturamento previsto em R$ 50 mil mensais. A rede vende, em média, 35 toneladas de açaí por mês e a projeção é faturar R$ 24 milhões até o final de 2017. Nos próximos meses, também deve ser lançado um app para melhorar ainda mais a comunicação com os franqueados.

Sobre a Açaí Beat

Franquia especializada em creme de açaí. A rede se diferencia por trabalhar exclusivamente com o produto, com fábrica própria em Minas Gerais. A Açaí Beat possui 50 lojas localizadas em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Paraná e Santa Catarina. A empresa foi fundada em 2011 e hoje é dirigida pelos sócios Junior Marques e Nívia Maria. www.acaibeat.com.br

Gostou deste post?

Clique na estrela para avaliá-lo

Avaliação média / 5. Contagem de votos

Sem avaliações seja o primeiro!

We are sorry that this post was not useful for you!

Let us improve this post!