15/04/2013

SEO dá ROI de 19 vezes e consome 55% mais orçamento de Marketing

Serviços que melhoram a classificação no Google movimentam R$ 123 milhões no Brasil em 2012

O mercado de SEO (Search Engine Optimization) recebeu investimentos de R$ 123 milhões de empresas nacionais em 2012, segundo pesquisa da ABRADI (Associação Brasileira de Agências Digitais). O aumento de 55% em relação ao ano anterior demonstra que ter o site bem posicionado em mecanismos de busca ganha cada vez mais importância nas estratégias para aumentar vendas pela Internet.

 

Sites na primeira, segunda e terceira posição da busca orgânica do Google recebem, respectivamente, 18%, 10% e 7% dos cliques; 75% dos internautas não chegam ao fim da primeira página e 86% deles preferem resultados orgânicos a links patrocinados, segundo a Consultoria Slingshot.

 

O exemplo da Rodoviariaonline é emblemático sobre o impacto que o SEO pode trazer. O site, que vende passagens de ônibus pela web, alcançou a primeira posição no Google para determinadas palavras-chave após três meses. Como resultado, a visitação aumentou em 264%, e as vendas em 305%.

 

Conhecer os critérios utilizados pelos mecanismos de busca é o ponto de partida do SEO. As agências que se ocupam desta atividade acompanham as evoluções dos algoritmos de busca e estão mergulhadas em fóruns de discussões virtuais para trocar experiências e criar novas teorias para uma boa colocação. Para tornar um site mais relevante para determinado tema, as técnicas de SEO prescrevem a geração de conteúdo original e atualizado, a obtenção de indicações de outros sites e mídias sociais, uma programação que pode ser facilmente indexada pelas ferramentas de busca e possuir uma URL relevante para o mercado em disputa.

 

Segundo Diego Ivo, da Conversion, para cada real investido em SEO obtém-se um ROI (Retorno sobre Investimento) de 19 vezes. “É possível rastrearmos cada clique e mensurar qual a receita gerada. Trata-se de uma estratégia de divulgação interessante para pequenas empresas e start-ups a grandes marcas” conclui Ivo. Um projeto nesta área é multifuncional, envolvendo profissionais de computação, marketing e comunicação, e custando em média R$ 2 mil por mês.

Gostou deste post?

Clique na estrela para avaliá-lo

Avaliação média / 5. Contagem de votos

We are sorry that this post was not useful for you!

Let us improve this post!