15/02/2016

Tec: Crachás de identificação são verdadeiros sanduíches de tecnologia

Cartões com chips de proximidade têm até cinco camadas de ?ingredientes?; veja raio-x de um

Abandonados em cima das mesas na hora do almoço para garantirem um lugar na praça de alimentação lotada, os crachás são mais complexos do que se imagina. Já parou para pensar que esses simples objetos abrem portas e catracas, dizem quem você é e o quanto vai gastar? Para isso, os cartões de identificação lançam mão de diversas tecnologias.

 

Rapido Card

 

A Rápido Card (www.rapidocard.com.br) explica como são dois modelos, o de tarja magnética, mais simples, e o de proximidade, de maior complexidade. Em ambos os casos, o cartão de identificação faz parte de um sistema maior – por si só, ele traz apenas dados fixos que identificam o portador e permitem à empresa ou instituição levar em conta variáveis como créditos, liberação de acesso, etc.

 

"O crachá magnético é impresso numa folha simples de PVC, onde depois aplicamos uma fita magnetizada que traz uma espécie de código de barras invisível", conta Alexandre Lima, sócio-fundador da Rápido Card. Nesse caso, é possível apagar e reescrever as informações da fita e a criptografia dos dados fica por conta do sistema externo de identificação. "Por isso mesmo, é um produto mais simples e barato: sua confecção custa cerca de um terço da de proximidade", explica Lima.

 

Estes, por sua vez, contam com dois componentes principais: um chip, que traz os dados e camadas próprias de criptografia, e uma antena, que permite a identificação por proximidade. Juntos, eles são como o recheio de um sanduíche – uma camada composta pelo chip no meio e a antena ao redor, um fio de cobre entrelaçado espalhado pelas bordas do cartão. Ao redor dessa camada, são afixadas duas placas de PVC impressas com os dados do portador – são elas que dão a ‘cara’ para o ‘lanche’.

 

A Rápido Card tem ainda outro ingrediente para dar um ‘tempero especial’ a esse prato consumido todos os dias em milhares de empresas: para maior durabilidade e segurança contra adulterações, a companhia desenvolveu duas camadas extras de PVC transparente. "Isso torna impossível alterar as informações impressas no crachá", afirma o fundador. "Cada cartão carrega entre 1 kB e 8 kB de informações em seus chips”, conta Lima, acrescentando que, assim, conseguem atender a diversas demandas por identificação, além de atribuições de créditos e acesso.

 

Sobre a Rápido Card                                                                                                                                                                

Empresa especializada no desenvolvimento de crachás, carteiras estudantis e smartcards. Criada em 2010, a Rápido Card trabalha com tecnologia própria de impressão dos cartões em PVC. Uma camada transparente do mesmo material é colocada por cima da imagem, garantindo durabilidade e segurança contra adulterações. Além disso, a empresa oferece crachás com tecnologia de smartcards, que permitem controle de acesso inteligente. www.rapidocard.com.br. Tel.: (11) 3473-4832.

Gostou deste post?

Clique na estrela para avaliá-lo

Avaliação média / 5. Contagem de votos

We are sorry that this post was not useful for you!

Let us improve this post!