14/04/2016

Unicef: Mídias sociais contra o Zika Vírus

Fundo usa ferramenta da Social Figures para monitorar e entender o que é falado sobre a doença na rede

Numa quarta-feira de março, o Zika Vírus foi mencionado 3,1 mil vezes nas redes sociais brasileiras, 43% a mais do que na terça anterior. Entre tanta informação havia dados oficiais, relatos pessoais, boatos e dúvidas. Para entender o cenário e criar um plano de trabalho para agir contra a doença, o Unicef utiliza o know-how da Social Figures (www.socialfigures.com.br), empresa especializada no monitoramento e análise de mídias sociais.

Social Figures

Criada há seis anos, a Social Figures surgiu como uma ferramenta para coletar dados sobre marcas, produtos ou temas específicos discutidos em redes sociais como Facebook, Twitter e Instagram. No entanto, com o passar do tempo, os sócios perceberam que era possível ir além das informações em estado bruto. "Passamos a interpretar os dados coletados, cruzando métricas e, com isso, pudemos oferecer serviços de inteligência que auxiliam nossos clientes na tomada de decisões estratégicas", explica Thiago Contri, sócio-diretor da empresa.

No caso do Unicef, conforme crescia o protagonismo do Zika no noticiário e imaginário brasileiro, a discussão sobre a doença oscilava entre transmissão, microcefalia, gravidez, prevenção, entre outros, com a difusão de informações corretas ou não. "Para nós, era importante determinar quais desses assuntos geravam mais dúvidas e estavam mais em voga, para que pudéssemos incluí-los na nossa pauta, além de criar conteúdo que esclarecesse os pontos críticos", afirma Nelson Leoni, oficial de comunicação do Unicef.

"Isso faz parte de uma estratégia de comunicação para a mudança de comportamento em que, ao oferecermos para as pessoas informações, estimulamos que adotem medidas para protegerem suas famílias e comunidades contra o Aedes aegipty", diz Leoni.

Os relatórios enviados pela Social Figures ao Unicef são diários e fazem parte de um plano de monitoramento que começou em Fevereiro e deve durar por, pelo menos, mais três meses. Além dos dados sobre os principais temas discutidos, também é fornecido um ranking com os usuários mais influentes que falaram sobre o Zika Vírus, o que permite fazer parcerias para debater o tema. "Atendemos a todo tipo de empresa ou órgão, mas é muito gratificante saber que nosso trabalho está ajudando as pessoas e a sociedade", diz Contri.

 

Sobre a Social Figures

Empresa especializada em monitoramento e análise de mídias sociais. Criada há seis anos na Austrália por sócios brasileiros, a Social Figures passou a atuar no Brasil em 2011, com foco na análise e interpretação dos dados obtidos por meio das suas ferramentas de monitoramento. www.socialfigures.com.br.

Gostou deste post?

Clique na estrela para avaliá-lo

Avaliação média / 5. Contagem de votos

Sem avaliações seja o primeiro!

We are sorry that this post was not useful for you!

Let us improve this post!